Cada área de atividade econômica é composta por oportunidades e ameaças.

O sistema capitalista atual baseia-se em duas vertentes verticais:
a) inovação
b) marketing.

A inovação gera a oportunidade para as organizações adquirirem competência no sentido de capturar, reter e ampliar seus ganhos. Cria na mente dos consumidores necessidades até então ausentes, formatando novos produtos e serviços. Quase sempre no sentido de facilitar nossa vida.

Por exemplo: a descoberta de novos medicamentos e vacinas para combate de causas e efeitos de doenças crônicas e endêmicas.

A proposta das organizações, ligadas a área fármaco é criar produtos que eliminem ou atenuem as doenças da humanidade, da fauna e flora cultivada por nós, para a nossa sobrevivência.
Portanto, a empresa que alcança uma inovação diferenciada, quanto a correção das disfunções de nossa saúde poderá ganhar recursos e se bem administrada prolongar a sua existência.

Cabe neste instante perguntar: se este for o diferencial para o sucesso, qual proteção que o sistema oferece para que este ganho se realize? A Patente válida para o mundo científico, eletrônico, metalúrgico, fármaco, químico e os demais ligados a produção material. Os processos podem e devem ser patenteados quando apresentarem caráter inovador, relevante e representem ganhos para as organizações que investiram em suas inovações.

Quando as características pertencerem ao mundo criativo: da comunicação, das artes, o processo é protegido pelo direito autoral. Assim, artistas, compositores, arquitetos, designers, escritores, publicitários e construtores de softwares possuam esse abrigo. Portanto, todos os protagonistas da criação e as empresas a eles vinculadas podem usufruir de seus produtos garantindo ganhos e recursos.

Portanto, a cautela quanto ao registro de invenções e criações devem ser procedimentos obrigatórios para resultar em margens e lucros.

Toda esta máquina da criação não poderá ter eficácia sem a segunda vertente: o marketing.
Esta atividade explicita aos consumidores e a sociedade o valor das invenções, criações e inovações que nossa economia produz. É o marketing que torna realidade e configura a imagem perceptiva para a sua compreensão e discernimento.

Portanto, os riscos que devemos analisar são intrínsecas quanto a da proposta e seu processo comunicativo. As organizações de sucesso tomam precauções nas duas pontas. Ser incauto em uma delas poderá por a perder todo o esforço empreendido por organizações e pessoas quanto a inovação e divulgação.

Ronaldo Bianchi

0 Comentários

Deixe um Comentário

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *